Notícias :: Cultura

Home > Notícias > Cultura

Bernardo Lisboa lança clipe de rap com apoio do CCBA


Professor de alemão compôs a música Musik ist die Sprache des Lebens e prepara o primeiro álbum

 
O professor de alemão Bernardo Lisboa (Foto: divulgação)
 
O professor de alemão Bernardo Lisboa, que faz parte da equipe do Centro Cultural Brasil-Alemanha (CCBA), também compõe e canta rap. Neste sábado (28/08), às 16h, ele mostra mais desse lado criativo ao apresentar para o público a composição Musik ist die Sprache des Lebens (em tradução livre: Música é a linguagem da vida). Confira clipe abaixo ou no canal do CCBA no YouTube.
 

O vídeo foi gravado no início de julho de 2021, no terraço do CCBA, que naquele momento continuava trabalhando exclusivamente com aulas na modalidade à distância. “O clipe foi realizado pelo coletivo VJs Retinantz, filmado por Gabriel Furtado e Mary Gatis. Essa equipe foi reunida pela jornalista Daniela Câmara”, detalha Bernardo Lisboa.
 
Sobre o processo de composição de Musik ist die Sprache des Lebens, o professor/artista explica: “A ideia para essa música em alemão surgiu de uma vontade minha de trabalhar, na sala de aula com os alunos, com músicas mais autênticas dos que as que normalmente aparecem nos materiais didáticos”.
 
O próprio Bernardo Lisboa sente que a música tem um impacto positivo no conhecimento que ele tem sobre outros idiomas. “Conseguir cantar raps me trouxe mais segurança ao falar línguas estrangeiras. Para mim, cantá-los é melhor do que ver filmes. Minha imaginação me coloca no papel de protagonista do que está sendo cantado, o que me traz sensações diferentes das que vivo no meu cotidiano”, avalia ele, que revela gostar muito dos grupos alemães de rap Absolute Beginner, Freudeskrei e Blumentopf.
 
Antes de cantar um rap em alemão para falantes de português, Bernardo Lisboa já passou pela experiência inversa. Ele começou a se apresentar na cidade de Hamburgo, em 2012, durante o intercâmbio. “Eu comecei a me apresentar na Alemanha, em Hamburgo, durante meu intercâmbio, em 2012. Havia um clube com o microfone aberto para quem quisesse cantar rap, um DJ tocava as bases. Eu passei um tempo frequentando o clube até criar coragem para cantar no palco. Na Alemanha também compus as minhas primeiras canções, e gravei a primeira música num estúdio caseiro de um amigo”, recorda.
 
“Eu fui muito bem acolhido pela cena underground do rap em Hamburgo. Eu cantava em português, eles não entendiam, mas me diziam sentir uma boa vibração quando me ouviam. O fato de rimar em português na Alemanha me ajudou a destravar no começo, por tirar a pressão de sempre ter que dizer coisas inteligentes, sempre vir com boas rimas. Me sentia mais livre para explorar a linguagem também como sonoridade, além dos significados”, continua Bernardo Lisboa.
 
Alguns anos depois, ele se prepara para gravar o primeiro álbum, com músicas em português, alemão, inglês e francês. “Já tenho algumas músicas prontas, estou no processo de gravação de outras. Acredito que o disco deve ficar pronto no primeiro semestre do próximo ano”, planeja o professor/artista.
 
Bernardo Lisboa compartilha as criações dele pelo Instagram